Reflexões, dicas e ideias

Este é um espaço para troca de ideias e difusão de conhecimento. Leia, comente e faça sugestões de temas!

ser feliz

Ser feliz virou obrigação?

Atualmente muito se tem defendido os pensamentos positivos.

Não falar palavras negativas ou pensar em medos e receios viraram receita de bolo para uma “vida feliz”.

Podemos rebater essa falsa ideia de felicidade por vários ângulos, a começar pelo fato de que o que é felicidade para uma pessoa pode não ser para outra.

Para analisar por outro ângulo podemos tomar emprestadas as palavras de Fernando Pessoa:

Mas eu nem sempre quero ser feliz.

É preciso ser de vez em quando infeliz

Para se poder ser natural…

Não podemos controlar a vida e nos inesperados de nosso caminho as surpresas nem sempre são agradáveis.

O que se tem testemunhado é um crescente número de pessoas que se sentem culpadas ou com vergonha por ficarem chateadas ou demonstrarem qualquer sentimento que se possa considerar “negativo”.

 

ser feliz virou obrigação?
A felicidade, ou a busca dela, parece às vezes ser uma ditadura.

 

Não podemos negar que vale a pena cultivar emoções positivas, a questão é quando as pessoas pensam que devem o tempo inteiro estar bem.

Raiva e tristeza são sentimentos importantes na vida.

Experienciar e aceitar essas emoções é vital para nossa saúde mental.

As tentativas de tamponar pensamentos e sentimentos podem diminuir nossa percepção de contentamento.

O psicólogo Jonathan M. Adler diz que ao reconhecermos a complexidade da vida podemos abrir caminhos frutíferos para nosso bem-estar psicológico.

 

Pensamentos positivos e emoções trazem benefícios para saúde.

Algumas teorias defendem o bem-estar como a presença de emoções positivas, relativa ausência de emoções negativas e um sentimento de satisfação.

Porém, essa definição não nos parece muito congruente com a vida que levamos. As pessoas podem maquiar a realidade, ignorar perigos e se tornar complacentes.

Outras teorias enfatizam o sentido de vida, desenvolvimento pessoal e auto consciência. Objetivos estes que pressupõem lidar com as adversidades da vida.

 

felicidade
Sentimentos desagradáveis são tão importantes quanto os agradáveis para nos ajudar a encontrar sentido nos altos e baixos da vida.

 

As emoções nos auxiliam a avaliar as nossas experiências, nos conhecer e intervir sobre essas experiências em busca de uma vida autêntica.

Adler e Hershfield, da New York University, contam que aceitar o bom e o ruim, juntos, pode desintoxicar as experiências, nos permitindo encontrar um sentido que apoie nosso bem-estar psicológico.

Em 2012 um estudo demonstrou que suprimir pensamentos negativos elevam as respostas relacionadas a stress.

 

O que podemos fazer? Aceitar nossas emoções.

Tudo no mundo tem o direito à vida, incluindo nossos sentimentos negativos.

Muitas pessoas encontram ajuda na respiração, enquanto aprendem a tolerar sentimentos intensos, ou utilizam técnicas de visualização.

Vários estudos têm demonstrado os benefícios da meditação para aprender a aceitar e lidar com as intensidades de nossas emoções, e a terapia pode colaborar como um primeiro acesso à auto consciência.

Write a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Êxtase

Estar em êxtase é se encontrar transportado para fora de si e do mundo sensível. Este estado pode ser gerado por uma exaltação …

neuroplasticidade

Neuroplasticidade

A ideia de colocar nossa intenção em algo e fazer afirmações diárias convergem para a noção de que se temos certeza …

epigenetica

Epigenética

Herdamos traços de nossas famílias de diferentes formas, não apenas na codificação genética. Uma afinidade por música …